Parlamentar também coordenou reunião do Fórum de Mulheres da UPM.

abertura_seminario_mercosul_cidadao_chapecó (9)

abertura_seminario_mercosul_cidadao_chapecó (2)Autoridades parlamentares e lideranças brasileiras, argentinas, paraguaias, uruguaias e chilenas, reuniram-se de 29 de novembro a 01 de dezembro para o III Seminário Mercosul Cidadão, realizado no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, em Chapecó.

A deputada estadual gaúcha, Zilá Breitenbach (PSDB), secretária geral da UPM (União de Parlamentares Sul-Americanos e do Mercosul) participou do evento representando o Rio Grande do Sul.

Com o tema: “Integração entre os Povos através da Solidariedade” o Seminário teve como principais objetivos nesta terceira edição: a promoção da cidadania no Mercosul e o debate de questões comuns aos povos sul-americanos.

“A troca de experiências que tem como intuito valorizar as pessoas e suas necessidades, mostrando que as fronteiras existem para aproximar e não separar as pessoas, foi foco do seminário. A ideia é que as informações possam auxiliar os parlamentares presentes na elaboração de políticas públicas com esta essência”, explica Zilá.

O III Seminário Mercosul Cidadão foi promovido pela UPM junto com a prefeitura de Chapecó e apoio da Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

FÓRUM DE MULHERES

reuniao_forum_de_mulheres_da_upm_chapeco_30-11-2017Na quinta-feira (30) a deputada coordenou a reunião do Fórum das Mulheres do Mercosul, que fez parte da programação do Seminário. Presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas de Violência, Zilá disse que a preocupação existente no país e no estado quanto aos elevados índices de violência contra as mulheres, somada à sensação de impunidade que impulsiona a maioria dos crimes, também é sentida nos demais países presentes.

“Todas concordamos sobre a necessidade de investimentos na prevenção à violência como um fator importante para combater estes índices alarmantes. Outro ponto comum em que precisamos avançar diz respeito a impunidade, com a revisão da legislação vigente e penas mais rigorosas contra crimes hediondos”, explica a deputada.

 

 

Leave a Reply

Spam Protection by WP-SpamFree

Receba nossas notícias
Carregando...Carregando...


Categorias
Publicações