223624_GO início do Novembro Azul e prevenção do câncer de próstata pautaram as manifestações da líder do PSDB na Assembleia Legislativa, deputada Zilá Breitenbach, nesta quarta-feira (1º), durante espaço de liderança do partido na sessão plenária. A parlamentar tucana explicou que este mês é dedicado aos cuidados com a saúde masculina em razão das comemorações do Dia Internacional do Homem, em 19 de novembro.

Zilá relatou que a cada 38 minutos morre um homem de câncer de próstata. “Praticamente em uma hora morrem dois homens de uma doença que tem cura, prevenção e pode ser bem acompanhada com resgate da qualidade de vida”, observou. Entre as atuações parlamentares de Zilá estão a elaboração de materiais informativos e parcerias com instituições que orientam e conscientizam os gaúchos sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata. “Fui a primeira deputada que estabeleceu parceria com o Instituto da Próstata para reforçar a busca dos homens por ações preventivas”, disse.

23130959_1133559333443902_8375630412538246280_n

VIOLÊNCIA CONTRA OS JOVENS

A deputada também falou sobre os números da segurança pública, com ênfase na violência sofrida por jovens. Ela lamentou que, a cada sete minutos, uma criança ou um adolescente são mortos no mundo. “Algumas das piores taxas estão no Brasil, segundo relatório recente da ONU”, apontou. Zilá ressaltou que é preciso resolver a crise financeira do Estado para promover mais investimentos nas áreas da Segurança e da Educação.

A parlamentar afirmou que na Assembleia foram encaminhadas várias iniciativas que objetivaram melhorar essa situação, mas muitos se opuseram. “É evidente que todos nós queremos pagar mais e melhor os professores e os brigadianos. Aliás, é de se lamentar a falta de consenso ao redor das iniciativas que buscavam alternativas para um quadro melhor, como no caso da venda de imóveis e de instituições que dão prejuízos ao Estado”, ponderou.

Para Zilá, a sociedade precisa lembrar que, por 40 anos, o Rio Grande do Sul gastou mais que poderia. “Aqueles que cobram mais eficiência do Estado, são os mesmos que impedem a votação da proposta de privatização da CEEE, CRM e Sulgás. Para fazer gestão é preciso promover escolhas. A melhor opção neste momento é priorizar Saúde, Educação, Segurança e Infraestrutura”, finalizou.

Texto: Luís Gustavo Machado (Jornalista – MTE 15280)

Foto: Marcelo Bertani

Leave a Reply

Spam Protection by WP-SpamFree

Receba nossas notícias
Carregando...Carregando...


Categorias
Publicações