Deputada Zilá comemora envio à Assembleia do projeto de lei que institui o Pró-Etanol

3 meses atrás
307 Views

Na segunda-feira (14) a deputada Zilá Breitenbach (PSDB) participou junto com demais deputados estaduais e federais e o governador Eduardo Leite da assinatura do projeto de lei que institui o Programa Estadual de Produção de Etanol Amiláceo, o Pró-Etanol.

A cerimônia foi realizada em formato híbrido, com transmissão ao vivo e poucos convidados de modo presencial, no Palácio Piratini. A proposta, construída em conjunto pela Frente Parlamentar em Defesa da Produção e Autossuficiência de Etanol da Assembleia Legislativa, da qual Zilá Faz parte, prevê uma política estadual de estímulo à produção de etanol baseada em matéria-prima de amiláceos ou fontes de amido. A intenção é reduzir a dependência do RS do etanol externo.

O programa de estímulo à produção de etanol será feito à base de grãos, tubérculos e cana-de-açúcar. “A região Celeiro tem potencialidade para o cultivo de cereais como triticale, centeio, cevada e trigo e, além das potencialidades de verão, batata-doce das variedades Amélia, cuia e rubissol, segundo a Emater, que podem ser usados na produção do etanol. Além disto em eventos feitos durante os últimos anos m parceria com a Cotricampo o programa foi citado como alternativa sustentável ao uso de combustível, gerando emprego e renda e sendo um estímulo para que os jovens permaneçam no campo e o desenvolvimento regional”, explica a deputada Zilá que comemorou o envio do PL para a ALRS.

Os recursos para fomento à produção terão de ser incluídos no Orçamento do Estado. Atualmente, segundo dados setoriais, a produção gaúcha de etanol representa menos de 1% do consumo estadual de 1,5 bilhão de litros/ano.

Segundo o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, o Rio Grande do Sul importa mais de 1,6 bilhão de litros por ano, o que significa que deixa de arrecadar mais de R$ 600 milhões para o Estado.

Com a criação do programa, terras sem uso no inverno serão melhor aproveitadas. Dados da Embrapa Trigo indicam que o Estado tem seis milhões de hectares de grão cultivados no verão. No inverno, a área plantada é de apenas 1,2 milhão de hectares.

O evento contou com a participação do vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior, do chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, do procurador-geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, e também do presidente da Cotricampo, Gelson Bridi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *