Deputada Zilá fala sobre violência contra mulheres em Candelária

1 ano atrás
145 Views

O plenário da Câmara Municipal de Candelária esteve lotado na tarde de quinta-feira (25) para o I Seminário da Mulher Candelariense. Ao lado de lideranças femininas a deputada Zilá apresentou indicadores da violência contra mulheres no Rio Grande do Sul e mostrou caminhos para seu enfrentamento.

Segundo os dados da Secretaria Estadual de Segurança, os feminicídios aumentaram 40,9% de 2017 para 2018 no Rio Grande do Sul. Em 2017 foram 83 casos registrados, contra 117 em 2018. Outros índices de violência contra a mulher também tiveram aumento, como estupro: 3% e feminicídio tentado: 9,5%.

Com relação aos dados locais, em 2018 Candelária teve 128 dos 37.623 registros de ameaças contra mulheres no Estado. As lesões corporais no município somaram 57 casos em 2018, e os estupros cinco. Não houve nenhum caso de feminicídio consumado e apenas um caso de feminicídio tentado em Candelária em 2018. Já no primeiro trimestre de 2019 foram 31 casos de ameaças e 13 de lesão corporal.

Para Zilá, apesar da violência contra a mulher pautar o debate público nos últimos tempos, a prática não deve ser tolerada ou legitimada. “Tivemos um considerável avanço na legislação quanto ao enfrentamento dos diferentes tipos de violência contra a mulher, a exemplo da Lei Maria da Penha em 2006, da mudança na lei de estupro em 2009, da lei do feminicídio em 2015, e da mais recentemente lei de importunação sexual de 2018. Mas ainda precisamos avançar na questão da conscientização”, sugere a parlamentar.

O Seminário da Mulher Candelariense é uma realização da Mesa Diretora da Câmara de Candelária com iniciativa da vereadora Cristina Rohde. O evento contou com as palestras da Tenente Coronel da Brigada Militar de Porto Alegre, Nádia Gerhard; da Delegada da Delegacia da Mulher de Santa Cruz, Lisandra de Castro Carbalho; e da Secretária de Assistência Social de Candelária, Marte Emmel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *