Programa Pró-Biodigestores é pauta do seminário Cidade Bem Tratada

3 meses atrás
123 Views

Deputada Zilá é convidada para palestrar no evento falando sobre o grupo de Trabalho e o projeto de lei que protocolou esta semana e institui um Marco Legal para o Biogás.

Beto Moesch_cidade_bem_tratada_16-05-2018 (5)A deputada estadual Zilá Breitenbach recebeu me seu gabinete nesta semana o coordenador do Seminário Cidade Bem Tratada, o advogado e consultor de Direito e Legislação Ambiental, Beto Moesch, que trouxe mais informações sobre o evento que a parlamentar deverá participar falando sobre o Programa Pró-Biodigestores, e as atividades do grupo de Trabalho da Matriz Produtiva dos Biodigestores.

O seminário ocorre nos dias 11 e 12 de junho, em Porto Alegre, e é promovido pela Fundação Mata Atlântica e Ecossistemas. A apresentação e discussão das novas plataformas e projetos ambientais ligados à gestão de resíduos sólidos, água e energias renováveis que buscam mitigar os efeitos das alterações climáticas, desacelerando os graves impactos ambientais e gerando soluções sustentáveis para diversas áreas, irão nortear a sétima edição do evento.

Entre as inovações desta edição, está uma parceria inovadora com o Fórum Internacional de Resíduos Sólidos (FIRS) e a Unisinos. Será a primeira vez que o seminário abrirá espaço para a pesquisa acadêmica, por meio da exposição de trabalhos científicos inéditos e originais ligados aos temas propostos no debate. Os três melhores avaliados por uma comissão composta por pesquisadores do Brasil e exterior serão premiados.

Para Moesch, a cada nova edição o Seminário contribui com a mudança de pensamento e de comportamento não só das empresas e do poder público, mas da sociedade como um todo.

“Entre os temas que serão abordados destaco as energias renováveis, que estão diretamente ligadas as atividades que tenho coordenado do Grupo de Trabalho da Matriz produtiva dos Biodigestores, cujo emprenho de todas as entidades envolvidas gerou o Programa Pró-Biodigestores, já entregue ao governador e que deve ser colocado em prática pelas secretárias estaduais nomeadas por ele: Agricultura, Ambiente Sustentável e Desenvolvimento Rural”, explica Zilá, que preside a Frente Parlamentar de Apoio à Matriz Produtiva dos Biodigestores e que protocolou esta semana o PL 86/2018 que institui um Marco Legal para o Biogás.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *