Discurso da deputada Zilá na entrega da Medalha à governadora Yeda

8 anos atrás
47 Views

Esta medalha representa o reconhecimento à governadora Yeda Crusius que pela sua coragem, determinação e competência consolidou e implantou as mudanças que, com certeza, ecoarão em cada canto deste Estado e serão relembradas pela história como decisivas para o desenvolvimento do nosso Rio Grande.

Quando vitoriosa nas urnas pela sua liderança e pela proposta apresentada, revejo cada conquista como histórica, mas acima de tudo, conduzida por quem sabia onde chegaríamos.

Revejo cada momento de dificuldades enfrentadas com coragem, porém, sabemos que lhe custaram sacrifícios pessoais.

O nosso Estado e o cidadão gaúcho não poderão esquecer que consolidar um projeto de governo necessita mudanças estruturais que nem sempre são reconhecidas e em outras circunstancias por serem reconhecidas, de toda forma, tentam destruí-las.

Estamos homenageando uma mulher que ao longo de sua vida foi e é uma vencedora: trajetória marcada pela persistência, determinação, mas acima de tudo alicerçada no conhecimento.

Estamos homenageando com a maior honraria desta Casa a Governadora, mas também a mulher, mãe, avó que dedicou todo o seu tempo ao estado do Rio Grande do Sul.

Lembro a campanha de 2006, onde com o seu plano de governo e a sua liderança a elegeram governadora.

É bom recordar, porque cada dia avanços eram alcançados pensando que acima de tudo estavam os interesses do RS.

A marca da Yeda precursora de uma gestão com planejamento procurando em cada ação buscar resultados que chegassem a cada casa desse estado foi determinante. Poderia ter sido mais fácil, poderia ter mudado a sua forma de agir, poderia ter deixado a história se repetir atendendo mais interesses individuais do que os coletivos.

É difícil governar, é difícil falar de Yeda que com energia, com a garra da mulher farroupilha enfrentou todos os desafios sem mudar o rumo do Governo sabendo que acima dos interesses políticos individuais está o interesse coletivo.

O RS, estado de um povo trabalhador, empreendedor precisa que os recursos públicos promovam a qualidade de vida, competitividade e crescimento econômico.

Sabemos que esta caminhada deixa um marco e já é reconhecida pelo novo governo como vitoriosa.

Governar é acima de tudo liderar. É saber sublimar os interesses e as necessidades do coletivo. A Gestão da nossa Governadora Yeda Crusius mostrou na prática que é possível fazer mais com menos. Com austeridade e responsabilidade, ela liderou a equipe que recolocou o Rio Grande do Sul no rumo do desenvolvimento.

Com uma administração calcada em um planejamento estratégico que permitisse melhoria dos serviços públicos e a retomada de investimentos, Yeda realizou um Governo que serve de exemplo para o mundo. Barreiras consideradas intransponíveis por muitos governos que se sucederam foram derrubadas.

Yeda Crusius aceitou desafios até então não enfrentados. Isso foi feito com diálogo e transparência. Foi um governo para todos.

Destaco as políticas inovadoras voltadas nas áreas social e econômica.

Com um novo modelo de gestão, com foco em responsabilidade fiscal e resultados, o desenvolvimento do Estado avançou muito, com a geração de empregos e centenas de melhorias entregues. Além disso, o Orçamento público passou a ser uma peça de planejamento realista e regionalizada, com a previsão de aumento de investimentos a cada ano, desde 2007.
Por fim, preciso dizer aquilo que, na minha opinião, é o mais importante: Por trás de cada um destes programas, de cada sigla e de cada número positivo obtido pelo Governo Yeda Crusius, o foco sempre foram as pessoas.

Quero fazer um reconhecimento, antes de encerrar o meu discurso, à mulher gaúcha e a esta paulista que adotou o nosso Estado e que por ele foi adotada. Um reconhecimento à primeira mulher a governar o Rio Grande do Sul, Yeda Crusius que desde seu primeiro instante, teve uma meta clara: melhorar a vida dos gaúchos. A boa política, essa, feita com amor, com respeito e com coragem nos orgulha e renova nossas forças para seguirmos trabalhando. Por mais dura que seja a jornada, quando o objetivo é o bem do nosso Estado, ela sempre vale a pena.

“Sonhe com o que você quiser. Vá para onde você queira ir. Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos. Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz.” (Clarice Lispector)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *