Obras da RS 305 serão incluídas no Orçamento

10 anos atrás
29 Views

A proposta orçamentária do Estado deve incluir verbas para a retomada das obras de pavimentação da RS-305, uma das mais importantes rodovias das regiões Noroeste e Celeiro. O anúncio foi feito pelo superintendente de Obras do Daer, engenheiro Cezar Pereira Garcia, durante audiência pública realizada pela Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa nesta sexta-feira (21), em Horizontina, na sede da Comunidade Evangélica do Distrito Cascata do Buricá. A peça orçamentária deve ser enviada à AL pelo governo do Estado até o dia 15 de setembro.

De acordo com a presidente estadual do PSDB e deputada, Zilá Breitenbach, “essa obra é muito importante para o desenvolvimento do RS. São 20 quilômetros que faltam para serem pavimentados, entre Horizontina e Crissiumal, o que vai reduz em 150 quilômetros o percurso em direção ao centro do País.”

Os líderes da região consideraram a audiência como um momento histórico em busca da retomada da obra. O prefeito de Horizontina, Irineu Colato, chamou a atenção para a importância da RS-305 para o desenvolvimento da Região Noroeste. “É uma região que produz e contribui com o Estado e País, mas a riqueza não tem retornado em investimento”, acrescentou o prefeito.

A rodovia está situada estrategicamente na fronteira com a Argentina e serve para o escoamento da produção agropecuária e industrial da região. Ainda é via de interligação da Região das Missões, partindo de Santo Ângelo e passando por Santa Rosa, Horizontina, Crissiumal, Três Passos, Tenente Portela, Vista Gaúcha, Barra do Guarita, Itapiranga (SC) e São Miguel do Oeste (SC).

Em 11 de setembro de 1989, o governo do Estado assinou protocolo de intenções com municípios da região para a pavimentação da rodovia. As obras foram iniciadas e houve paralisação na década de 90.

Atualmente, os principais problemas verificados na RS-305 são as péssimas condições de manutenção e a deterioração da parte iniciada, o que causa prejuízos aos cofres públicos e dificuldade de desenvolvimento local e regional. A situação tem contribuído para acidentes na rodovia, muitos com vítimas fatais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *